sábado, 18 de setembro de 2010

As preocupações de ontem. E as de hoje.

Porto Antigo

«Melhoramentos»

Poucas terras haverá que tanto careçam de melhoramentos relativamente a viação publica, como este concelho.
 
Existem apenas dous trechos de estradas de macadam, um que atravessa a fréguezia de Espadanedo, e penetra nas de Tarouquella e Sozéllo, e outro n’esta villa, que vae terminar em S. Christóvão, proveniente da quinta da Granja, do sr. Pedro de Bourbon. Ha ainda um bocado de poucas dezenas de metros, em Porto Antigo, juncto á ponte de Mosteirô. Tudo isto que é devido apenas ao sr. Conde de Castello de Paiva, é muito pouco para este concelho, onde ha caminhos que são verdadeiros precipicios, e onde e a necessidade de communicações mais commodas muito se faz sentir. A ligação dos trechos de estradas mencionados traria grandes vantagens para o publico, e para o commercio d’esta villa, com a estação de Mosteirô por meio de uma via commoda e por onde possam transitar á vontade os vehiculos: uma estrada de mac-adam que partindo das proximidades do tribunal, para onde a villa tende a deslocar-se, fosse atravessar o Ribeiro Bestança, perto da emboccadura por meio de uma ponte, tinha a grande vantagem de tornar ás povoações de Porto Antigo e Souto do Rio facil a passagem no Bestança, que no inverno sómente se póde fazer em barco. É de tal necessidade esta ponte, que já dous particulares, a ex.mª sr.ª D. Maria, do Souto do Rio, e o sr. Adriano de Serpa, construiram um, n’esse sitio, á custa do seu bolso, a qual foi não ha muito tempo, arrebatada por uma cheia.

Fallando de melhoramentos não podemos occultar que a ligação d’esta villa com Castro Daire traria grande vantagem não sómente ao commercio de Sinfães, mas tambem aos povos de Castro Daire que teriam grande commodidade em se aproveitar d’essa estrada para irem para o comboyo sem terem de dar a volta a Lamego, como fazem agora. (…)
 
A Justiça de Sinfães, 06-06-1897. A fotografia foi extraída de GUIMARÃES, Bertino Daciano R. S. - Cinfães (subsídios para uma monografia do Concelho). Porto: Junta de Província do Douro Litoral, 1954, p. 81, sendo a fotografia da autoria de Júlio Bertino, do Porto.

Speech by ReadSpeaker