sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Literatura cinfanense: Alves Pinto (I)


ALVES PINTO, Laurentino (1943-) - Minha Nespereira nossa. [Porto]: edição de autor, 1977, 18,5x12,5 cm (com fotografia do autor e síntese biográfica na contra-capa)

O município de Cinfães possui já uma «tradição» literária de escrita realista e neo-realista, de produção local ou que toma a região como cenário, desde o já aqui referido Abel Botelho, passando por Alves Redol e Papiniano Carlos, até Guido de Monterey, Carlos Oliveira Silvestre e Alves Pinto. Da autoria deste último escritor, apresentamos o livro «Minha Nespereira Nossa», uma incursão memorialística pela freguesia de onde é natural, e cuja escrita privilegia a descrição dos indivíduos populares, ofícios e casos «típicos». Um interessante documento sobre a vivência nespereirense do século XX, escrito nos alvores da democracia da III República e cuja prosa é claramente influenciada pelos autores e temas neo-realistas portugueses.

Speech by ReadSpeaker